Historicamente os meses de outubro a março é o período da estação chuvosa no nosso país, porém as primeiras pancadas de chuva, normalmente ocorrem na segunda quinzena de setembro, devido a isso, está mais que na hora de tratarmos desse assunto que esquenta a cabeça de alguns e é tranquilidade para outros: as nossas coberturas, toldos e pergolados de Policarbonato!

Exatamente na época das chuvas que as coberturas mal feitas com instalações incorretas, apresentam as consequências tais como: vazamentos, goteiras, arrancamento de chapas, deixando um grande prejuízo financeiro, estético e sem contar com a insegurança de acidentes.

Para não cair em situação desconfortante, estressante e de prejuízo é preciso observar alguns pontos que sempre se repetem para quem não considera as normas de instalação do fabricante Replaex:

Vazamentos e goteiras

Normalmente ocorrem por conta de furos na chapa de Policarbonato e tentar vedar os furos com silicone de nada vai adiantar, em pouco tempo o silicone vai soltar deixando o furo exposto, na ocorrência de chuvas a consequência será a  água pingando e escorrendo pelo ambiente, e, na ocorrência de ventos um pouco mais forte poderá acontecer o arrancamento de chapas devido ao furo aumentar de tamanho deixando a chapa sem fixação.

Sujeira nos álveolos

Outro fator que acontece por causa de furos nas chapas é a sujeira dentro dos alvéolos, com a chuva, a água leva para dentro das chapas as impurezas acumuladas sobre o policarbonato para o interior da chapa, deixando sua cobertura com uma aparência feia, não atraente ao visual.

Arrancamento das chapas de policarbonato

Quando não é aplicado o espaçamento e a quantidade de apoios necessários para fixação das chapas, criam-se pontos frágeis que sob a ação de chuvas e ventos um pouco mais fortes poderão resultar no arrancamento e perda de chapas, levando a transtornos desagradáveis e prejuízo financeiro.

Se você quer segurança, qualidade e tranquilidade a Modelaço podem te auxiliar!!!

As Coberturas, toldos e Pergolados executados de maneira correta, empregando chapas de policarbonato normatizadas nas espessuras indicadas e atendendo as recomendações do fabricante Replaex, além de ficarem perfeitas ainda contarão com a garantia do fabricante por 10 anos. Siga as normas e instruções da Replaex e tenha sua tranquilidade garantida!

Faça certo da primeira vez!

Dilatação da chapa de Policarbonato x dilatação do selante silicone

Os dois materiais tem coeficiente de dilatação térmica diferentes, vão dilatar em tempos diferentes, ou seja, em pouco tempo o furo da chapa de Policarbonato estará exposto e desprotegido novamente, pois o silicone vai se soltar em pouco tempo. Mas fica a dúvida, então qual é a regra de ouro para instalação sem furar a chapa? A Replaex projetou perfis de emenda específicos para união de chapas e sua fixação na estrutura suporte (a estrutura pode ser de madeira ou metálica). A instalação é feita sem furar as chapas, pois cada perfil recebe a chapa, atende a questão dilatação e cumpre a função de fixação.

Apoios/estrutura de fixação

O apoio é a estrutura (metálica ou madeira) que receberá a cobertura de chapas de Policarbonato, seja para um toldo, pergolado, garagens, piscinas ou afins. Esses apoios são definidos em função da espessura da chapa, comprimento da cobertura, chuvas e classificação da área de ventos. A atenção deve ser redobrada com relação às chuvas e ao vento, pois são forças variáveis que exercem pressão tanto de cima para baixo, quanto de baixo para cima (vento). A cobertura será submetida a ações de arrancamento com maior ou menor intensidade e para isso deverá estar fixada a uma estrutura que possa resistir a estas ações (pressão e depressão), etc…

Os apoios para receber a cobertura precisam ter dimensões mínimas de 50mm de largura e 30mm de altura, o espaçamento entre apoios deve ser conforme a espessura da chapa.

Lista básica para instalação correta de uma cobertura de Policarbonato (Perfis e acessórios):

  • Chapas de Policarbonato nas espesssuras 4mm, 6mm e 10mm
  • União de chapas (perfil baseclick ou perfil H de policarbonato)
  • Proteção dos alvéolos (fita porosa e perfil U);
  • Arremate lateral das chapas (Perfil Arremate);
  • Fixação dos perfis (baseclick ou H) na estrutura: Parafuso autobrocante com arruela especial 
  • Fixação do perfil Arremate na estrutura: Parafuso pancake
  • Arremate da cobertura de policarbonato com a parede: Perfil de alumínio Rufo, gaxeta de borracha e bloco de poliuretano/poliestireno

Catálogo Técnico:

No catálogo técnico Replaex apresenta procedimentos e indica os perfis corretos para emendas, fixação e arremate das chapas. No qual está descrito o espaçamento para dilatação e engaste da chapa sobre os apoios de fixação. 

Clique aqui para ter acesso ao catálogo!

Imagem de uma cobertura de Policarbonato bem feita:

chapa-de-policarbonato-modelaco

A Melhor Chapa de Policarbonato do Mundo você encontra na Modelaço, que inclusive conta com equipe de Especialistas prontos para te auxiliar! Fabricado no Brasil com Patente Alemã e 10 anos de Garantia Replaex! Deseja saber mais?

Entre em contato conosco e solicite seu orçamento!

Redação: Especialistas Eng.ª Maria Gisley


Pesquise por algum termo específico em nosso blog: