chapa de policarbonato

A cobertura de policarbonato é ideal para projetos que tenha como objetivo principal o aproveitamento da iluminação natural e economia de energia. Com uma grande diversidade de aplicação, o policarbonato está disponível em Multiclick, Multifunction, Multilux, Multitermo, Multitelha, Multiwall, Venezianas e em outras soluções. Tornando-o adequado tanto para residências quanto para as grandes empresas.

Além da utilização em variados tipos de obra, a solução também é versátil. Justamente por ser um material leve, não há complexidade quanto à estrutura de sustentação. “As estruturas podem ser em aço, alumínio e até mesmo em madeira”,

Depois dessa breve contextualização sobre o que é uma cobertura de policarbonato, vamos falar sobre os principais pontos que você deve se atentar antes de contratar um profissional.

  1. Problemas relacionado a instalação de policarbonato
  2. Furos nas chapas de policarbonato
  3. Chapas com flexão, arrancamento e quebras
  4. Perda da proteção UV
  5. Chapas amareladas
  6. Excesso de calor no ambiente interno
  7. Problemas com garantia

1. Problemas relacionado a instalação de policarbonato

“Pequenas economias, grandes problemas”. Essa frase representa bem a forma de trabalhar de alguns instaladores de policarbonato. Abaixo vamos citar os principais erros na instalação e quais danos eles podem gerar na sua obra, caso a instalação não seja feita da forma correta:

Furos nas chapas de policarbonato

É PROIBIDO furar chapa de policarbonato, isso mesmo, proibido! Mas infelizmente, uma grande maioria de instaladores acaba fazendo isso por falta de instrução ou até mesmo querendo economizar na obra. Esse furo acontece pelo fato deles não não cortarem as chapas de acordo com os limites de aplicação para cada espessura. O argumentos de muitos, é falar que passa um silicone para vedar o espaço após a finalização. O que não adianta, pois em um país tropical o material se dilata mais do que em outros países, consequentimente abrindo aquele furo e deixando com que a sujeira entre nos alvéolos, deixando o policarbonato com o mesmo aspecto da imagem abaixo:

policarbonato-com-sujeira

3.Chapas com flexão, arrancamento e quebras

Todos esses problemas se dão, por uma estrutura que não condiz com os limites de aplicação de cada espessura da chapa. A estrutura precisa ser no mesmo sentido dos alvéolos e esses no mesmo sentido da queda d’água, além disso ela precisa ser feita com perfil de 50mm de largura, para apoiar as chapas e os perfis de união para que não tenha problemas de arrancamento, “barrigas” ou solturas das mesmas em suas uniões.

Por esse fato, se faz necessário uma união e estrutura que seja condizente com a espessura da chapa, não sendo permitido outro tipo de instalação (ex: estrutura com apoios contrários ao caimento d’água), pois sempre utilizam parafusos para evitar que a chapa voe. O que acaba gerando outros tipos de problemas, como sujeiras entre os alvéolos apresentado anteriormente.

O maior problema não é a chapa “embarrigar” para baixo e sim o vento que passa por cima dela exercer uma sucção, somado ao efeito chicote do vento de baixo para cima. Isso faz a chapa voar e caso o instalador tenha utilizado parafuso, a dilatação faz com que a chapa quebre e consequentemente voe.

4.Danos na proteção UV

Exceder raio mínimo de curvatura é um grande erro que muitos instaladores cometem ao transportar o material. Podendo gerar quebras e gerar microfissuras no filtro anti UV, o que reduz a durabilidade das chapas. O raio mínimo de curvatura está grifado na tabela abaixo e pode ser observado também visualmente, no momento em que a chapa é enrolada e se excede o limite de curvatura, a mesma, na parte intera ficam estriadas.

5.Chapas amareladas

Isso acontece quando se inverte o lado da proteção UV, presente em apenas um lado da chapa. A proteção UV tem que ser sempre voltada para o sol. Quando invertida, a chapa fica amarelada e quebradiça em apenas 6 meses.

6.Excesso de calor no ambiente interno

Produtos comuns transmitem muito calor e chapas cristais são indicadas para estufas em regiões muito frias, como Europa. No caso de regiões com clima tropical, como o Brasi,l não seriam indicadas sequer para estufas. Existe chapas refletivas (-7° comparado as chapas comuns), nas mesmas cores das chapas comuns, full refletivas (-9° comparado as chapas comuns), Infrared (-10° comparado as chapas comuns), essa com maior conforto térmico e ótico pois tem uma capacidade de difundir a luz como se fosse uma lâmpada de LED e absorve 20% dos raios infravermelhos.

7.Problemas com garantia

A garantia se aplica para chapas de 4mm (2 anos) e a partir de 6mm (10 anos), como todo fabricante de policarbonato oferece. Porém desde que seja instalada da maneira correta, isso se aplica para chapas e todos os sistemas de montagem. Por esse motivo, é muito importante priorizar materiais nacionais e instaladores bem capacitados para executarem a obra.

Com essas informações, você estará preparado(a) para selecionar o melhor instalador da sua região e não ter problemas futuros em sua obra!

Quer saber mais detalhes sobre as chapas de policarbonato e outros produtos/serviços? Confira em nosso catálogo abaixo:

Baixe o Catálogo de Produtos Modelaço

Deixe um Comentário






Pesquise por algum termo específico em nosso blog: